“Queremos impactar o mercado da saúde por meio da inovação”, projeta Marcelo Goldani

Considerado uma referência nacional em tecnologia aplicada à saúde, o Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) dá um passo importante na aproximação da pesquisa básica e inovações tecnológicas produzidas por seus profissionais com o mercado. O responsável por fazer essa interface é o Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NITT), que entrou em operação efetiva há cerca de um ano. 

“Queremos organizar esse universo de ideias e conhecimentos que produzimos ajudando a sinalizar os caminhos para que toda essa potência se transforme em soluções e cheguem ao mercado por meio da ampliação dos conceitos de inovação e de mercado dentro do HCPA”, aponta o professor titular do departamento de Pediatria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Marcelo Zubaran Goldani.

GROW+ – Como saúde e inovação se encontram nos projetos do HCPA?

Marcelo Goldani – Somos um hospital universitário que está ligado a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que possui um parque tecnológico e científico com significativa produção de conhecimento e formação de recursos humanos, reconhecida internacionalmente. Isso é um grande diferencial, pois gera uma massa crítica de profissionais altamente criativos que, aliada à produção de conhecimento de alto impacto, produz um cenário muito favorável à resolução de problemas na área da saúde de forma inovadora. 

GROW+ – Qual o papel do NITT nesse cenário?  

Goldani – A ideia de incorporação de novas tecnologias na área da saúde tem sido o principal papel do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NITT) do Hospital de Clinicas de Porto Alegre. Queremos associar os recursos do parque tecnológico que já existe no HCPA e na UFRGS, um dos maiores do Brasil, para oferecer soluções para problemas identificados na área da saúde. No mundo todo, muitas dessas soluções tecnológicas iniciaram em projetos de pesquisa básica e terminaram em produtos comercialmente viáveis. Neste sentido, temos o objetivo de criar um pipeline que inicie nos laboratórios, nos corredores do HCPA e nas suas enfermarias e resulte em produtos que possam oferecer soluções significativas e impactar o mercado de saúde. Temos também o objetivo de acelerar empresas tecnológicas que nasçam dentro do hospital. 

GROW+ – A ideia é gerar produtos que cheguem ao mercado?

Goldani – Sim, temos um vasto número de patentes desenvolvidas pelo HCPA e a meta do NITT é ajudar a organizar esse universo e ampliá-lo, oferecendo também uma perspectiva de mercado mais eficiente. Nós temos produtos lançados por profissionais da pneumologia e outras áreas, contudo, eram iniciativas isoladas.  Podemos também falar em produtos de TI desenvolvidos pelo HCPA e incorporados pelo Ministério da Saúde em todos os hospitais universitários e brasileiros. Isso teve um impacto na saúde pública brasileira imenso. Agora, queremos dar uma maior visibilidade para essas iniciativas e conectá-las com o ambiente de inovação. Sentimos que há uma demanda significativa de novos projetos nesta área, produzidos por profissionais de saúde do HCPA, alunos e professores da UFRGS.

GROW+ – Como você avalia a incorporação das novas tecnologias na saúde pública? 

Goldani – Soluções tecnológicas podem impactar em grandes benefícios sociais, contudo também pode ampliar os custos em saúde. Portanto, é preciso avaliar seus os custos versus seu impacto social. Somos um hospital público, neste sentido, a capacidade de acesso para o maior número possível de pessoas às inovações é fundamental para nós. Temos a preocupação de reduzir desigualdades em saúde, inclusive no que refere ao acesso às novas tecnologias

DESTAQUE

A parceria com a GROW+

“A GROW+ é uma parceira estratégia do HCPA e nos abre muitas perspectivas de contatos com o mercado e criação da cultura da inovação no HCPA, por meio de projeto, competições e oficinas de resolução de problemas. É uma parceria importantíssima”.  Marcelo Zubaran Goldani, do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NIT) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA)