, ,

Hackathon define as 50 melhores ideias e avança para conectá-las com mercado

Projeto estratégico no Rio Grande do Sul para a busca de soluções tecnológicas para combater o coronavírus, o Hack for Brazil – Covid-19, hackathon liderado pela GROW+, chegou a uma etapa importante: a escolha das 50 melhores ideias. E a próxima etapa já está em andamento: a aproximação destas ideias com produtos e soluções de startups que já estão no mercado. 

“Estamos em ritmo muito acelerado. Esse já é o maior hackathonon-line do mercado e é resultado de um trabalho conjunto. Foram 48 horas para construir a plataforma, mais de 2 mil pessoas envolvidas e 500 ideias apresentadas – a meta era inicial eram 200. Estamos muito felizes com o avanço desse projeto”, comenta o CEO da GROW+, Paulo Beck. 

São cerca de 40 empresas e instituições parceiras, como a Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia, o Pacto Alegre, o HealthPlus e o BioHub. A iniciativa foi uma das primeiras e mais importantes iniciativas a serem lançadas no Estado para combater o coronavírus por meio da inovação. 

Os participantes do Hack for Brazil – Covid-19 se focaram desde o princípio a pensar em soluções para diversos perfis de empresas e instituições que estão sendo impactados pelo Covid-19, como assintomáticos, infectados, idosos, pessoas em quarentena, empresas e profissionais e instituições de saúde.

E as novas etapas já estão no radar. Depois dessa fase de aproximação entre as ideias selecionadas e startups do mercado, Beck conta que vem a etapa dos investimentos. Um dos caminhos será via CapTable, plataforma que permite que investidores comuns tenham a oportunidade de aportar recursos em empresas que podem ter ganhos exponenciais no futuro.“Vamos buscar esses recursos e depois fazer o matchmaking com quem irão usar as soluções, como hospitais, empresas e escolas”, conta.

Para isso ser possível, o time da GROW+ está 100% dedicado à iniciativa. Pessoas que entram e saem da sala virtual, hora do almoço, choro de criança, latido de cachorro. Tem sido assim nas últimas semanas o dia a dia desde que a empresa deu o start no Hackathon On-line. 

“Todos os demais projetos foram deixados em stand-by e passamos a nos envolver full time. E o que temos visto é o resultado de um grande sonho que o time da GROW+ sonhou junto com muita gente. Tudo com um único objetivo: criar soluções que possam ajudar a salvar vidas”, comenta Beck.